Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Abrigo das letras

Abrigo das letras

Desafio de escrita dos pássaros#Vou ali e já venho

Era sempre a mesma coisa, quando se aborrecia e simplesmente queria ficar sozinha, inventava uma desculpa qualquer esfarrapada sem sentido nenhum para se escapulir, e desaparecia durante horas.

Já todos conheciam aquela manha, mas ainda ninguém tinha realmente percebido a causa daqueles aborrecimentos ou momentos de melancolia que a assaltavam assim do nada, nem mesmo ela conseguia perceber o porquê daqueles episódios surgidos de nenhures.

Assim, naquele dia, era um dia de convívio, a tenda armada no grande pátio da casa, uma grande mesa onde nada faltava, desde as sardinhas assadas, saladas, febras grelhadas, cervejas,  sumos de fruta, doces, frutas, café e digestivos, pessoas com roupas descontraídas e coloridas, cadeiras por todos os lados, balões a saltitar, jogos e conversas animadas, o sol estava um tudo nada encoberto, mas  a temperatura era ideal, tudo estava preparado e pensado no seu melhor para ser uma tarde esplêndida com boa comida e bebida e em boa companhia!

Já a meio da tarde, sem mais nem menos ela diz a alguém " vou ali e já venho", mas o "ali" afinal era longe, porque ela não voltou mais.

Era certamente mais um daqueles "eclipses" que a invadiam que ninguém conseguia perceber!

"Vou ali e já venho", não são raras as vezes que eu utilizo esta forma aqui no blog, também o meu "ali" por vezes é bastante longe, as pausas surgem assim do nada!

vou ali.jpg