Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Abrigo das letras

Abrigo das letras

Moscatel de Favaios

Este fim de semana foi dedicado a fazer um passeio pelo interior norte de Portugal, vou falar aqui um pouco da adega de Favaios, ponto obrigatório da nossa visita, onde atentamente às explicações da guia pudemos ficar a saber através dos seus conhecimentos como se produz o excelente vinho moscatel de Favaios.

Favaios, uma região situada num planalto do Douro confere aos seus vinhos uma característica muito singular marcados pelos aromas típicos da região. Destaca-se principalmente o vinho moscatel, seja o clássico, o reserva ou 10 anos, cada um produzido sob uma técnica diferente.

DSC07459.JPG

 "A história de Favaios  perde-se no tempo, o seu nome provêm de "Flávius" antiga povoação romana, que pertencia à terra de Panóias, e o seu desnvolvimento acompanhou as dinastias"

DSC07468.JPG

 "Em Portugal existem duas renomadas regiões na produção do Vinho Moscatel. Uma é a Península de Setúbal, onde nasce o localmente conhecido Moscatel de Setúbal, cujo nome internacional é Moscatel de Alexandria. Mais a norte, no Douro, nasce o Moscatel Galego Branco."

DSC07477.JPG

 

 

O delicioso Moscatel de Favaios distingue-se por ser um vinho produzido a partir de uma única casta, o “Moscatel Galego”, num território bem delimitado entre Favaios, o lugar da Granja e algumas parcelas em Alijó. Todas estas áreas situam-se acima dos 600 metros de altitude. Aqui, consegue combinar-se um terreno bastante fértil e pouco pedregoso, que se estende por uma área plana ou com declives muito suaves e um clima fresco, favorecido pelos nevoeiros e orvalhadas habituais."

Vamos brindar

Domingo é dia de almoçar com a familia ou com os amigos. Durante a refeição alguém se lembra de pedir um brinde. Toda a gente se levanta e eleva os copos meio cheios e diz “saúde”, a todos os que estamos aqui e a este dia, e que muitos se repitam, as mãos elevam os copos e os levam ao centro e estes tocam-se antes de se beber. Mas porquê que se faz este tipo de brinde?
 
Segundo algumas teorias, aparentemente este costume de levantar os copos antes de beber nasceu nas civilizações romana e grega, que costumavam oferecer vinho aos seus deuses antes das celebrações.

Outra teoria, diz que os primeiros europeus esperavam que o barulho dos copos afastasse os espíritos malignos.

Outra ainda defende que antigamente as pessoas brindavam vigorosamente para garantir que não tinham sido envenenadas - uma vez que com um brinde forte a mistura de dois copos se acaba por misturar.

 

Em relação aos brindes há ainda a superstição de que se brindar sem olhar nos olhos as pessoas com quem brinda ou se não beber depois do brinde, terá mau sexo durante sete anos.

 

Mas não há provas que suportem nenhuma das teorias. Atualmente pensa-se que as pessoas brindam porque gostam do barulho dos copos a bater e que este ato é também um símbolo da amizade de confraternização e celebração.

 

Vamos lá brindar, olhar as pessoas nos olhos e beber tudo até ao fim para garantir que as coisas se processarão dentro dos trâmites normais. Bom domingo!

brinde.jpg

 (Imagem da net)