Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Abrigo das letras

Abrigo das letras

Desafio | Passa-Palavra #5#Almofada

És  a melhor e a maior confidente que se pode ter, jamais contarás a alguém um segredo que te confiam! a ti, no silêncio da noite, abro o meu coração de lés a lés, desfio as venturas e desventuras que ao longo do dia se foram acumulando no meu interior, vais ouvindo o meu rosário de alegrias e tristezas e com toda a tua paciência e sabedoria vais me facultando os melhores conselhos, sempre ouvi dizer que a noite é boa conselheira. Quando deito a minha cabeça sobre a maciez da tua estrutura logo todo o meu ser se acalma e descontrai, tens essa capacidade nata, própria da tua utilidade! minha querida almofada, como dormiria eu sem ti? de tão habituada que estou a ti que já fazes parte de mim e, quando chega a hora de te substituir é um problema, porque tenho que procurar alguma igual a ti e voltar a fazer tudo de novo, moldar-te aos meus vícios, às minhas manias, para que tu e eu nos sintamos bem e possas tomar o teu lugar ao meu lado!

Quero-te branquinha, baixinha e fofa!

Continuando as propostas desafiantes da  Mel e da Mula, esta semana no conforto da minha almofada, aqui vos deixo a minha participação!

Desafio passa-palavra#4#vento

Não me subestimes!

Acaricio o teu corpo com a minha brisa suave como plumas enquanto dormes uma sesta na praia, em tempos passados fiz mover as velas dos moinhos de vento para que pudesses ter pão, hoje faço mover as velas de um moinho eólico para que possas ter energia suficiente para te aqueceres no inverno ou te refrescares no verão, levo o pólen de um lado para o outro para que possas ter as frutas que gostas e contemplares as flores que adoras, entro pela janela da tua casa para te purificar o ar, como vês sou bastante benéfico para ti mas, atenção, não te iludas e não me subestimes pois posso ser muito letal quando estou furioso. Assim, como acaricio o teu corpo com a minha brisa com um toque sex, também destruo o teu chapéu de chuva e me torno numa força altamente destruidora que pode derrubar árvores de grande porte ou a casa onde vives, não me subestimes portanto, fica apenas atenta às minhas mudanças de humor que fazem parte da minha natureza e, acima de tudo respeita-me!

Eu sou aquele a quem deram o nome de Vento!

(imagem tirada da net)

Seguindo a proposta desafiante da  Mel e da Mula, entre desafios e ventanias, aqui vos deixo a minha participação!

Desafio | Passa-Palavra #3#Lápis

Quem diria que a palavra "Lápis", uma palavra tão simples que dá o nome a um objecto igualmente muito simples mas de uma importância vital, serviria para inspiração da proposta da Mel  e da Mula para o desafio desta semana!

Contigo a escrever aprendi,

e a deitar para o papel 

o que vai na alma e no coração,

Entre rabiscos e traços,

escrevi ternuras e emoções,

vive dentro de abraços,

desenhei corações.

Desenhei dor e sorrisos,

também sombras no olhar,

rabisquei dois cotovelos

se tocando

no acto de cumprimentar, 

um beijo voando saiu

da ponta do meu lápis,

e na tua face foi pousar;

vi uma nuvem

cobrindo o teu rosto,

vi duas estrelas 

na escuridão brilhando,

reflectindo a luz

do teu coração emanando!

Amei as letras,

amei as palavras,

amei as cores,

amei os riscos e os desenhos,

amei os lápis a carvão 

enquanto eles deslizavam

nas folhas brancas de fino papel,

timbrando com ternura

palavras que o amor perdura!

(Maria Flor)

unnamed.jpg

(Imagem tirada da net)

 

 

 

 

 

Desafio passa-palavra-Amarelo, a cor da Luz

Por vezes me perguntam qual é a minha cor preferida! isso leva-me a meditar um pouco sobre as cores, porque gosto de todas as cores cada qual no seu contexto; um mar de um azul profundo, tão profundo que enternece a alma; uma campo de trigo em crescimento tão verde que eleva a esperança desvanecida; as florinhas roxas das ervas selvagens que crescem desalinhadas em qualquer beira da estrada... e os vermelhos, laranjas e amarelos que se misturam num belíssimo raiar ou pôr do sol, que nos deslumbram em cada começo ou final  do dia e nos lembram de dar graças por nos permitir usufruir do dom da Vida!

Luz.JPG

As cores dão sentido à vida, mas o amarelo é a cor da Luz, do sol, da lua e da mantinha que fizeste para aquecer o teu bebé quando ainda só o sentias mas não o conhecias, por isso, escolheste o amarelo por ser uma cor tão suave como suave seria o teu bebé!