Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Abrigo das letras

Abrigo das letras

Olhares contemplativos

17.06.17 | Maria Flor | comentar
Ergues-te alta e esbelta, cortas o azul do infinito; misturas os teus perfumes com os odores da maresia. Não te derrubam os ventos nem se acanham os rebentos, acariciam-te os raios de sol  e a brisa da manhã; Recebes os olhares dos turistas e a contemplação dos apaixonados, feliz a todos retribuis