Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Abrigo das letras

Abrigo das letras

Peças que são, mas não são lixo

Setembro é o mês das reformas e dos recomeços, reformas de rotinas, de hábitos e também o mês em que queremos mudar o espaço em que vivemos, por isso por vezes deitamos coisas fora, coisas que estão boas mas estão a mais nas nossas casas. Coisas que não sendo lixo são colocadas ao lado dos contentores do lixo.

 

Numa das minhas caminhadas passei por um ponto de recolha de lixo e deparei com uma belíssima mesa de apoio que apenas tinha uns arranhões, uma peça quase rara que já não se encontra com facilidade (um pouco de verniz ou tinta  e tenho uma peça nova que fica mesmo bem naquele sítio) assim pensei. É só o tempo de chegar a casa ir buscar o carro para a levar. Há peças antigas que ficam uma verdadeira maravilha depois  de bem restauradas.

 

Pois bem, esse foi o tempo em que alguém passou a seguir a mim, teve a mesma ideia que eu e a levou na hora, porque quando lá cheguei com o carro apenas vi o sítio onde ela estava.

tratar-a-madeira.jpg

 O que aprendi com isto:

que, quando queres mesmo uma coisa não podes deixar para depois, tens que agir na hora. Em todas as situações na vida um segundo pode fazer toda a diferença! Este é apenas um pequeno exemplo!

Lixo

Em poucos minutos produzimos lixo que nem damos conta; que vais almoçar? fazes esta pergunta a ti própria, não pensas muito, vais à despensa e tiras uma latinha de cogumelos, uma latinha de milho e uma latinha de atum, alguma imaginação e um pouco de grelos de nabo que sobraram do dia anterior e temos almoço. Começas a olhar para a bancada e pensas; fogo! 3 latas só para o almoço de uma pessoa, agora se juntares o lixo que vais produzir ao longo de todo o dia, se calhar até te vais espantar. Li há um tempo atrás um post de alguém que se propunha a viver sem produzir lixo, nos dias que correm como é possivel viver sem produzir lixo, se ao mais pequeno gesto já o estamos a produzir. Sem produzir lixo é (quase impossivel viver) mas que se pode reduzir muito, lá isso pode-se; um pouco de inteligência, imaginação, reutilização e responsabilidade ajudam muito!

DSC05090.JPG