Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Abrigo das letras

Abrigo das letras

Palácio de Monserrate Sintra

Maria Flor levantou-se cedo, tinha planos bonitos para aquele domingo que se apresentava soalheiro, tinha visto a metereologia no dia anterior e sabia que o tempo ia estar bom mesmo sendo ainda inverno.

Preparou-se desportivamente, calças de ganga clara, uma blusa tipo camiseiro, um blusão de ganga leve, tênis, uma lancheira com umas sandes e alguma fruta para o almoço e uma garrafa de água.

Assim preparada pegou no carro e dirigiu-se ao local que havia combinado com a sua amiga, ambas seguiram então até Sintra, tinham decidido passar o dia juntas, pôr conversa em dia e passear num belo parque situado no sopé da serra de Sintra, foram visitar o palácio de Monserrate e os jardins.

Um grupo grande de jovens estrangeiros também se passeavam por ali, fazendo fotos e videos aqui e ali, penso até que as duas amigas ficaram num video deles, porque quando se aperceberam que estavam a filmar já eles estava a acabar e elas estavam mesmo atrás deles.

Desceram o caminho que as levou até ficarem de frente com o palácio, belo e imponente destacava-se no meio da folhagem verde de árvores seculares e o azul do céu, ficaram maravilhadas com o que viam, embora já conhcessem o palácio em fotos e na internet, ao vivo é sempre uma sensação mais completa, mais presente e real.

DSC07678.JPG

 

 DSC07683.JPG Entraram no átrio central onde deparam de imediato com uma bela fonte de alabastro, uma estátua e a copúla de um  efeito cenográfico maravilhoso. Daquela perspetiva olhando para a esquerda e para a direita exibia-se o corredor central, suportado em colunas de mármore rosa e em arcos rendilhados feitos em estuque relevado, oferecendo um espectáculo magnifíco.

DSC07686.JPG

 

DSC07699.JPG

 

DSC07706.JPG

 O encanto do exterior, envolvido por jardins maravilhosos, verdes de cortar a respiração, tendo como música de fundo o som das quedas de água das magnificas cascatas que existem no parque. Árvores seculares exibindo troncos que parecem esculturas, cameleiras repletas de botões que se erguem em direção aos céus, lagos simplesmente romãnticos.....

DSC07734.JPG

 Sintra é uma vila cheia de encanto, mistério e romantismo.... vila de reis e gente burguesa.... hoje altamente turística, circulando pela zona histórica de Sintra, por vezes temos a sensação de estar num país estrangeiro por se ver mais estrangeiros que portugueses.

 

No final do nosso passeio fomos tomar um café à famosa pastelaria "Piriquita" e saborear ainda quentes os famosos travesseiros de Sintra, sendo este o seu doce tradicional!

 

Quando forem a Sintra, não deixem de visitar!

Jardim do Cerco, Mafra

Adoro passear em jardins que transportam no interior histórias seculares, jardins com árvores que ladeiam toda a rua e se tocam no cimo como se estivessem constantemente a beijarem-se. Jardins que transpiram tranquilidade e que acolhem bem os seus visitantes. Jardins que sussuram as palavras que queremos ouvir,  que possuem o poder tranquilizar mentes inquietas.

DSC06054.JPG

 Este é o Jardim do Cerco em Mafra, possui esse poder tranquilizador. A sua entrada situa-se na parte norte do convento. É muito bom caminhar pelas suas ruas e repousar sentada nos seus bancos, à sombra de árvores que tantas histórias já presenciaram, que tantas promessas já ouviram e que guardam nos seus ramos segredos jamais desvendados.

DSC06052.JPG

 

DSC06053.JPG

 

"O Jardim do Cerco é uma obra iluminada, mantida com detalhe e minúcia para a população e visitantes. Espelhos de água, caminhos largos, árvores frondosas e uma nora centenária ainda em funcionamento são alguns dos atrativos deste jardim inspirado em Versalhes.

Este local é a transição perfeita entre a vastidão murada da Tapada Real e a monumentalidade do Palácio Nacional de Mafra, que se ergue num dos seus flancos.

O bosque e os jardins estendem-se por oito hectares, com ofertas de recantos, sombras, cascatas ou até mesmo uma horta peculiar: a Horta dos Frades, onde estão à vista as plantas utilizadas nos produtos medicinais (farmácia), aquando da sua construção, ordenada por D. João V."Saiba mais aqui