Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Abrigo das letras

Abrigo das letras

Pai, esta carta é para ti

19.03.15 | Maria Flor | comentar
Pai, se ainda estivesses cá podia te dizer que hoje sou quem sou  porque me ensinaste tantas coisas às quais eu não dava qualquer importância quando era pequena e depois adolescente. Mais tarde, já mulher começei a refletir naquilo que me dizias e a pôr em prática (...)

Mentira

11.03.15 | Maria Flor | ver comentários (2)
Perceber que uma pessoa está a mentir pode ser uma tarefa difícil. Muitas vezes o mentiroso acredita na sua própria mentira. No entanto ao conviver com alguém que mente todos os dias e que o faz com desenvoltura e naturalidade é constrangedor, mas fácil de detetar (...)

Maus hábitos

10.03.15 | Maria Flor | comentar
Sentada numa repartição de serviço público à espera de vez para ser atendida, ia ouvindo sem querer a conversa de duas amigas, onde uma dizia que não entrava cedo ao trabalho porque a colega com quem fazia equipa também não entrava e até dizia, que estava lá outra (...)

Esconder frustração

09.03.15 | Maria Flor | comentar
Estás rodeada de pessoas mas vais cantarolando baixinho uma música qualquer, como se estivesses sozinha, não estás alheia ao que se passa tua volta, mas finges que estás,e que nada do que te rodeia te interessa. Fingimento, teatro ... todos sabem que estás mais atenta (...)

Amor de mãe

07.03.15 | Maria Flor | comentar
Habitualmente a senhora mostra uma cara alegre, de bem com a vida, uma vida que já viveu e que já conta muitos anos. Nesse dia o olhar dela era diferente, preocupado ... que me levou a perguntar; está triste D. Elvira ?(nome fiticio) - sim, responde ela- porquê que a (...)

As crianças

06.03.15 | Maria Flor | comentar
Dia de ir buscar a menina à creche, e porque a temperatura está boa e o sol brilha, uma escapadinha até ao parque infantil vem mesmo a calhar. Os baloiços, o escorrega o espaço para correr fazem delícias na vida dos miúdos. Correm, brincam, travam conhecimento, (...)

A senhora está linda

12.07.14 | Maria Flor | ver comentários (2)
"Que bela que a senhora está!", "mas que bela que está", não me canso de lhe repetir... de fato a senhora está muito bonita. Os oitenta e tantos anos que conta não impede que todos os dias saiba escolher a roupa, sapatos e mala que vai usar nesse dia. De calça branca, (...)

Escrever, é enfeitar a vida

12.07.14 | Maria Flor | ver comentários (5)
Nã resisti a partilhar ese texto (lindo)   "Escrever, é enfeitar a vida Escrever, é como voar sem asas! É guardar folhas verdes para que mudem de cor, de tom. É juntar letras e laçar palavras, passar mel e colar em Almas! Escrever, é enfeitar a vida, é dar forma no (...)

Desagrado

15.06.14 | Maria Flor | comentar
O que é isto? perguntei eu a mim mesma quando cheguei à praia, outras pessoas fizeram a mesma pergunta para si e para todos os que quizeram ouvir. Havia chapéus de sol (daqueles que agora as entidades competentes colocam em todas as praias a dar a impressão que estamos (...)

A saga do telemóvel

13.06.14 | Maria Flor | comentar
Ok, o telemóvel apareceu, mas nem por isso ela ficou satisfeita. Já era noite há bastante tempo quando ela deu por falta do telemóvel, esse aparelhinho que se tornou indispensável, que se tornou numa companhia de dia e noite (quase uma obsessão). Quando o procurou  e (...)