Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Abrigo das letras

Abrigo das letras

Os Caminhos da minha Mãe

07.05.19 | Maria Flor | comentar
Muitos caminhos percorreste uns foram direitos, outros nem por isso, calcorreaste o caminho das pedras, empreendeste os caminhos lisos, também enfrentaste os sinuosos, em todos estes caminhos caminhaste com amor, e neles choraste lágrimas de dor. Nos caminhos da tua vida, aprendes (...)

Penas!!!

14.11.18 | Maria Flor | ver comentários (1)
Não apenas porque achei que daria uma belísima foto, mas também porque me levou a encontrar este lindíssimo poema de Amália Rodrigues. A nossa eterna rainha do Fado! Penas Como disserem das minhas, As penas das avezinhas, De leves levam ao ar! As minhas pesam-me tanto,  

Melancolia

10.08.18 | Maria Flor | ver comentários (5)
  Surges do nada e sem aviso prévio, invades todo o meu ser, deixando-me apática e silenciosa, molhas-me os olhos durante a noite, com uma torrente caprichosa, deixas-te ficar, comodamente instalada, como se o teu corpo fosse este, e teimas em regressar  ao lugar de (...)

Dia da Poesia

24.03.18 | Maria Flor | ver comentários (6)
De alma cheia contemplo a natureza me espanto em cada dia pelo desbrochar de tanta beleza   Encontro em cada flor e também na erva daninha um motivo para dar amor  a quem por carreiros caminha   Por palavras é escrita a poesia de sentimentos que brotam do coração, à (...)

À noite

05.12.17 | Maria Flor | comentar
À noite, sento-me nas escadas vazias de passos, olho o céu cheio de estrelas e também a lua. Aquela estrela ali brilha sempre mais, o seu brilho é resplandecente e encandeia; e falo, falo com essa estrela, ela me ouve, me escuta, tranquiliza as minhas mágoas,  e no (...)

Olhares contemplativos

17.06.17 | Maria Flor | comentar
Ergues-te alta e esbelta, cortas o azul do infinito; misturas os teus perfumes com os odores da maresia. Não te derrubam os ventos nem se acanham os rebentos, acariciam-te os raios de sol  e a brisa da manhã; Recebes os olhares dos turistas e a contemplação dos apaixonados, feliz a todos retribuis

Belezas de Portugal

11.05.17 | Maria Flor | ver comentários (2)
Entre o mar e a terra não existe linha que os separe eles se unem numa harmonia singela, numa beleza sem preconceitos, como dois amantes que se completam  respeitando virtudes e defeitos! (Maria Flor)        

Liberta-te e vive

09.04.17 | Maria Flor | ver comentários (2)
liberta-te das amarras livra-te desse sentimento cresce e agarra a alegria em movimento;   liberta-te do que te atrofia abre o teu coração solta a beleza  que tem ti irradia como uma canção;   o teu mundo não é um oásis nem tão pouco um mundo encantado nele (...)

Rasto de saudade

30.03.17 | Maria Flor | ver comentários (4)
Sentada no banquinho as estrelas, olho, na escuridão da noite elas brilham para mim, porém, existe uma que brilha mais que as outras, essa estrela brilhante és tu que um dia sem querer, partiste, e deixaste para sempre um rasto de eterna saudade! (Maria Flor)