Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Abrigo das letras

Abrigo das letras

Remorsos

Quem não sentiu já remorsos de alguma atitude que tomou ou de alguma coisa que disse e depois se arrependeu? quem não sentiu já esta angústia que poderia ter evitado? O remorso quando é sentido de verdade é uma sensação muito intensa que provoca um tal estado de mal estar, induzindo a uma tristeza  que fica a fervilhar no interior da alma por um prazo mais ou menos longo, dependendo do grau de intensidade do que foi feito ou dito. Ao mesmo tempo sugere um grau de resignação, o que atribui ao remorso um certo grau de dignidade. Em termos de atitude o remorso pode ser entendido como algo entre a tristeza que envolve uma aceitação e a angústia e que envolveria uma não aceitação.

 

Era o final do turno, alguém lhe pediu se não se importava de executar certa tarefa, olhou o relógio, passavam alguns minutos do seu horário de saída - disse que não - e foi embora.

 

Aquele não iria martelar-lhe nos ouvidos e esganar-lhe o sono. Sem que quisesse o  arrependimento surgiu de imediato. (isto de sentimentos não é como nós queremos) Faz parte na nossa natureza e da educação que tivemos. Já não havia volta a dar - o que foi dito não se pode apagar com uma borracha, mesmo que consigamos apagar superficialmente, fica sempre a marca. O remorso de um simples não obrigou-a a refletir maduramente durante horas num assunto que não era muito relevante, obrigou-a a tomar outras atitudes de futuro, obrigou-a a crescer mais um bocadinho!

Remorso - Olavo Bilac.jpg

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.