Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Abrigo das letras

Abrigo das letras

Porquê que o sono não chega quando queremos dormir

Houve umas noites que dormi mal ou melhor, quase não dormi. Saturada de estar na cama sem conseguir dormir, sempre a olhar para o relógio, a dar voltas e mais voltas na cama, comecei a contar carneirinhos, digo, não sei quantos rebanhos contei nem quantos carneirinhos tinha cada rebanho, não resultou. Comecei então a rezar pais nossos e ave marias, quase um terço, pensando que adormeceria assim, também não resultou, continuava tão desperta como no princípio. Cansada e enervada das voltas na cama e nas olhadelas para o relógio, por não conseguir dormir mais outra noite... comecei a desenhar este post na minha cabeça, com todos os pontos e vírgulas, parágrafos, traços e tudo o mais que é possível colocar num texto, tudo bem direitinho, tudo bem defenido e bem desenhado, assim pensava eu. Deve ter sido no meio deste desenho que talvez adormecesse, digo que talvez adormecesse porque me lembro das horas que o relógio marcava na úitima vez que olhei.

 

Depois, sem mais nem menos, senti um clik no meu corpo e olhei o relógio, tinham passado tavez, uma três horas, - boa - dormi um bocadinho, pensei e despertei.

 

E tudo voltou ao mesmo até manhã, até à hora que me levantei. Posto isto, dormi apenas umas escassas três horas e tive tantas horas na cama, que desperdício. Socorro, quero e preciso de dormir.

 

Resta apenas dizer que esta pessoa não era eu. A pessoa que assim relatava a sua noite, não estava lá muito bem. Eu apenas vi aqui um tema que podia servir de de mot para o meu post mesmo relatado na primeira pessoa. Eu durmo que nem uma pedra, o que é uma benção. Tenho no entanto muito respeito por quem não consegue dormir. Tudo é mais fácil  e mais leve quando o cérebro descansa em sintonia com o corpo!

dormir - Cópia.jpgdormir.jpg

 

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.