Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Abrigo das letras

Abrigo das letras

Natureza

Escondida num mundo verdejante, encontras-te só, já foste palco de vida, talvez um guardião da cascata te tivesse habitado, talvez fosses residência permanente de alguma família talvez... talvez.... As tuas grossas paredes abrigaram do frio e da chuva vidas antepassadas. Nas longas noites de inverno à luz de uma candeia se jantou numa mesa de pedra, ao som da melodia da queda de água da cascata. As tuas paredes de pedra  talvez abrigassem no seu interior uma vasta lareira para aquecer, talvez houvesse muito calor humano.

À tua beira corre o ribeiro, a água cai de uma linda cascata, a sua música, a tranquilidade, a frescura que aqui se respira é motivo mais que suficiente para que os povos da vida moderna corram a visitar a cascata e passam por ti, olham para ti, sentem a curiosidade de entender a tua existência, entram a tua porta escancarada, questionam a vida que se viveu aqui e encantam-se com a luxuriante vegetação que te envolve!

És a Cascata de Armés um maravilha dentro do meio rural e tão perto de Lisboa!

20210418_152516.jpg

20210418_151350.jpg

 

20210418_152708.jpg

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.