Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Abrigo das letras

Abrigo das letras

Desafio Caixa lápis de cor#4# Verde escuro

No verde escuro das ramagens dos pinheiros vi com espanto os ninhos brancos da lagarta do pinheiro! Este é o tema de hoje para o desafio, "caixa lápis de cor" lançado pela Fátima Bento, no seu blog porqueeuposso.

A Maria levantou-se muito cedo nessa madrugada, tinha que entrar num autocarro a uns quilómetros da sua casa. Andava desmotivada com a vida e pensou que uma boa maneira de dar volta àquilo era viajar em conjunto com um grupo, uma oportunidade para conhecer pessoas novas. Pensou e inscreveu-se. O passeio era para o norte de Portugal e a Maria estava mais para sul. Tinha que se levantar muito cedo, não sabia quem ia ser a sua companheira de viajem e de quarto.

Quando entrou no autocarro a organizadora indicou-lhe aquele lugar ao lado de uma pessoa que não conhecia de lado nenhum. Paciência, pensou, ou talvez seja melhor assim, terei aqui já uma oportunidade de conhecer alguém.

Cumprimentaram-se e rapidamente estabeleceram conversa, verificaram que tinham muitos pontos em comum e também alguns amigos. A viajem de muitas horas favoreceu o conhecimento entre as duas e  a noite passada no hotel foi agradável, ninguém ressonou.

Em uma determinada altura do passeio ao passarem por uma zona começaram a ver muitos pinheiros contendo no verde escuro dos seus ramos, ninhos brancos feitos de um fio muito fino parecendo seda, a Maria nunca tinha visto aquilo nem sequer ouvido falar. Comentou com a sua companheira de viajem se ela sabia o que era aquilo que tinha aspecto de algodão doce e que estava presente em tantos pinheiros.

20170226_154745.jpg

Lagarta  do pinheiro, respondeu ela e passou a descrever os efeitos nocivos que esta lagarta provoca nos pinheiros, levando-os à morte. 

Credo! exclamou a Maria, como pode uma coisa tão linda e parece ser tão frágil, que enfeita os pinheiros como se fossem árvores de natal, ser tão nocivo???? A Maria ficou escandalizada!

A natureza tem cada coisa!!!

O conto da Maria despertou minha curiosidade sobre este problema levou-me a efectuar algumas pesquisas e cheguei aqui.

Estes ninhos brancos feitos por fios sedosos, parecendo algodão doce, são relativamente pequenos e discretos durante o Outono. Depois, vão tomando uma cor acastanhada e o seu peso aumenta devido aos excrementos que se vão acumulando no interior. A lagarta ataca os pinheiros consumindo as agulhas e afectando o seu crescimento.
As lagartas têm um comportamento gregário e alimentam-se nas imediações do ninho, durante os períodos mais frios do dia. A partir do meio do seu ciclo de vida possuem pelos urticantes de elevado potencial alérgico, que lançam quando ameaçadas e que podem causar problemas de saúde pública.
Depois de atingirem o seu grau de desenvolvimento máximo, as lagartas abandonam os ninhos e em procissão (e daí serem denominadas de processionárias) descem das árvores para se enterrarem no chão a uma profundidade de 15 a 20 centímetros, para passarem à fase seguinte e evoluírem para insecto adulto (borboleta) no Verão.

 

Neste desafio participo eu, Fátima Bento Concha, A 3ª Face, a Maria Araújo, a Peixe Frito, a Imsilva, a Luísa De Sousa,  a Ana D., a Célia, a Charneca Em Flor,  a Gorduchita, a Miss Lollipop e a Ana Mestre.

"Todas as quartas feiras e durante 12 semanas publicaremos um texto novo inspirado nas cores dos lápis da caixa que dá nome ao desafio. Acompanha-nos nos blogues de cada uma, ou através da tag "Desafio Caixa de lápis de Cor".

25 comentários

Comentar post

Pág. 1/2