Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Abrigo das letras

Abrigo das letras

À luz do candeeiro

09.07.15 | Maria Flor

O candeeiro a petróleo, outrora uma excelente fonte de iluminação, veio substituir as candeias ou lamparinas que produziam luz atraves de um pavio mergulhado em azeite e também as velas e archotes. Remexendo em coisas antigas que se encontram em caixotes na cave, encontrei uma peça que já em tempos tinha andado à procura, O candeeiro antigo a petróleo. Aquele candeeirinho que em outros tempos iluminou a casa dos meus pais antes da eletricidade.  Aquele candeeiro que era colocado no centro da mesa à hora da refeição e todos comiam ao mesmo tempo sentados à mesma mesa, todos conversavam e rezavam. A hora da refeição era um  momento sagrado. A familia era grande e a mesa estava na cozinha, no inverno tinhamos o calor uns dos outros e também o calor da lareira que estava quase sempre acesa, pois a comida era cozinhada no lume de lenha, a minha mãe punha o feijão a cozer no lume logo de manhã cedo. Longe vai o tempo, quando ainda não havia eletricidade nas casas, que esta peça era tão importante. Com a sua luz podia-se ler, costurar, e fazer outras coisas, mas o petróleo sempre foi caro e portanto não se podia abusar, todos se deitavam muito cedo no Inverno. As novas tecnologias revolucionaram toda a forma de viver e hoje é dificil para alguém mais jovem imaginar uma vida sem eletricidade, sem água canalizada, sem televisão, sem telefone, sem telemóveis, computadores, tabletes e mais uma panóplia de coisas a que hoje temos acesso. O candeeirinho a petróleo é agora uma peça decorativa na minha casa!

DSC05368.JPG

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.