Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Abrigo das letras

Abrigo das letras

Hoje foi assim, o dia da horta

22.02.18 | Maria Flor

De luvas de borracha nas mãos, dirigiu-se à casita onde normalmente arrumava as ferramentas, escolheu três ou quatro utensílios, os que lhe pareceu serem mais adequados para o trabalho que queria desenvolver neste dia. Começou por arrancar ervas e mais ervas que cresciam desalmadas no meio dos cebolos já plantados anteriormente, tem conhecimento de que podia limpar a terra das ervas com mais facilidade e mais rapidamente, utilizando os produtos químicos que existem no mercado para o efeito, mas não quer contaminar a terra e além disso quer produzir os seus poucos produtos de uma forma mais ecolológia, por isso descartou logo de inicio a utilização de produtos químicos.

Enxada mais larga, enxada mais pequena, ancinho, gadanho e ainda um xacho foram as ferramentas escolhidas, arrancou ervas, mexeu, estrumou e alisou a terra e fez a sua plantação ecológica; foram couves de três qualidades, alfaces, alhos franceses e morangueiros, no fim regou tudo com um regador para aconchegar a terra à raíz da planta, ficou assim preparada a mini hortinha. Agora é só esperar que cresça, arrancar as ervas quando elas também crescerem e regar se for preciso. Hoje foi assim o dia!

Nada sabe melhor do que aquilo que cultivámos e fazemos crescer com as próprias mãos!

 

Daqui a umas semanas já as minhas alfaces estão como estas!!!

vegetable-garden-1533960_960_720.jpg

 (Imagem da net)

Fui ao Campo

20.02.18 | Maria Flor

Fui ao campo e não resisti a colher estas flores. Sinceramente não sei o nome delas, apenas sei que é comum encontrá-las com alguma facilidade em bermas de caminhos nesta altura do ano. Vi-as ali, uma grande beirada delas e não resisti, lá em casa aquele jarrão já estava vazio a algum tempo e pensei que ficaria lá bem por terem um pé bastante comprido.

Sou uma apaixonada por flores do campo, ainda falta algum tempo para entrarmos na primavera, mas já se começa a ver alguns campos coloridos principalmente de amarelo com aquelas florinhas do trevo, depois virão flores de todas as cores!

Se alguém souber o nome destas flores, ficaria agradecida que deixasse o nome nos comentários, eu não consegui encontrar numa pesquisa que fiz na net.

20180219_185354.jpg

 

Há dias assim

17.02.18 | Maria Flor

Saiu esbaforida porta fora, ele de dentro de casa dizia "ao menos fecha a porta", mas ela nem o ouvia e já seguia a uns bons passos distante da porta, maço de cigarros na mão, isqueiro na outra e a cabeça num turbilhão de pensamentos desordenados... seguia apressada estrada fora, sem qualquer destino, apenas queria sair dali, afastar-se dele, as coisas neste dia estavam a correr mal e logo a seguir ao dia dos namorados. Ontem até tinham ido jantar fora, um jantar bem romãntico e à noite tinham feito amor, agora isto, uma simples troca de palavras desencadearam uma forte discussão e o resultado estava à vista. Querendo evitar que as coisas azedassem ainda mais saíra porta fora para acalmar as ideias com a frescura da noite, talvez, olhando as estrelas, conseguisse racicionar com mais clareza.

Ele saiu atrás dela, com palavras calmas tentou apaziguar a situação, mas ela estava tão magoada ou zangada que não lhe deu ouvidos, pediu-lhe somente que a deixasse sozinha, que precisava de caminhar na noite, que precisava de olhar as estrelas sozinha para se acalmar.

Ele respeitou a decisão dela e voltou para casa preocupado, pois ela ficara sozinha na rua na noite fria, ele gostava muito daquela mulher, mas às vezes aconteciam estas discussões, ela tinha um temperamento dificil, sabia que depois da tempestade viria a bonança como tantas vezes já tinha acontecido, mas de repente um receio vindo não se sabe de onde atingiu-lhe o cérebro - e se desta vez ela vai embora de vez e não me quer mais - assim pensou, quase entrou em pánico. Não queria perder aquela mulher por nada, tinha aprendido a ser feliz com ela apesar das querelas que às vezes surgim.

Numa relação a dois por vezes há dias assim!

(Este é um texto de ficção, qualquer semelhança com a realidade é pura coincidência)

casal.jpg

 

Vou fazer um bolo

10.02.18 | Maria Flor

Vou fazer um bolo, digo para mim própria. Vou à prateleira e retiro a farinha, açúcar, fermento, ovos, leite coco, manteiga, varinha mágica, uma tigela grande, e mãos à obra. O resultado é este!

Agora, uma boa fatia e uma chávena de chá bem quente. Um excelente lanche para uma tarde de sábado de carnaval fria como esta! 

Bolo simples de coco.

Bolo de coco.jpg