Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Abrigo das letras

Abrigo das letras

Finalmente

Cheguei a pensar que o meu blog era tão mau, que nunca iria merecer um segundo destaque. Quando criei o blog obtive um destaque logo no principio, mas, agora há anos que não tinha nenhum e já estava a desmoralizar. Mesmo pensando assim, nunca desisti, bem lá no fundo tinha esperança que algum dia iria escrever alguma coisa que merecesse ser destacada. Esse dia chegou e com um post dedicado a uma causa tão nobre como a "dádiva de sangue", algo tão simples para quem é saudável. Agradeço a quem o selecionou pois assim, além de  dar mais visibilidade ao meu blog, torna também mais visível a nobreza deste acto impulsionado pelo coração, ser "dador de sangue"!

As visitas e visualizações ao meu blog dispararam como uma flecha, o que elevou a minha auto-estima  e me disse "Maria Flor continua a escrever e a aperfeiçoar a tua escrita, um dia vais ficar espantada com a tua evolução".

 

love-1133157_960_720.jpg

 

Dia das mentiras

Na semana passada, numa estrada altamente perigosa de França aconteceu aquilo que ninguém queria que acontecesse, aconteceu aquilo que julgamos que "só acontece aos outros" esquecemo-nos sempre que os outros somos nós.

 

Quando uma tragédia destas acontece, as pessoas mais próximas das vitimas, inicialmente não acreditam naquela realidade, é uma mentira, um pesadelo do qual se vai acordar e não vai passar apenas de um pesadelo, de uma mentira

 

A realidade aparece "nua e crua" e os factos vão surgindo cada vez com mais nitidez à medida que as horas se vão desenrrolando. O pesadelo torna-se tão real que abre uma ferida do tamanho de uma vida. Embora o sol brilhe, não se consegue ver a sua luz, o espirito está demasiado atordoado, os músculos estão rígidos, tensos demais....

 

 Poderia ter sido tudo uma mentira, seria uma mentira demasiado cruel, mas não foi uma mentira. A realidade vai acompanhar os familiares e amigos das vitimas para o resto ndas suas vidas!