Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Abrigo das letras

Abrigo das letras

Pilares daqui e dali

Desci a rampa, tirei o tiket, a cancela abriu. Bolas, que estacionamento apertado, comentei logo para mim mesma. Está um lugar ali ao canto, vou arrumar ali. O lugar, para quem está muito habituado a estacionar em estacionamentos subeterrãneos apertados, até que nem era mau, havia pilar aqui, havia pilar ali, agora olha pelo retrovisor da direita, agora olha retrovisor da esquerda, agora olha retrovisor central, agora anda para trás, agora anda para a frente, aquilo estava a apresentar algumas dificuldades.

Estava a minha viatura quase arrumada quando vejo sair um carro de um lugar mais fácil. Não estou com meias medidas, avanço para lá, ficou logo arrumadinho ali à primeira. Boa. Para sair também vai ser melhor, penso.

 

Quando foi para sair, embora estivesse fácil, havia que ter muita atenção aos pilares, eles estavam ali a marcar presença e a suportar o peso do edificio, não queria dar mais uma moça ao carro, ele já tem duas ou três moçazitas ligeiras, não faz falta mais nenhuma. Começo a fazer a manobra de marcha atrás, o funcionário que ali estava veio logo em meu auxilio, se calhar ele está ali precisamente para isso, para ajudar as pessoas a não bater no diabo dos pilares, ainda mandam o edificio abaixo, isso é que era um prejuízo complicado...

 

Bem, com tudo isto, ele ainda passou o tiket na máquina para sair, não tive que esticar o braço, às vezes o braço fica tão longe que não chego à máquina, a cancela levantou, subi a rampa, porque há sempre uma rampa, virei à esquerda, porque era para a esquerda que tinha que ir e segui o meu caminho!

 

Obrigada Sr. Funcionário.

 

Sorrir, sempre

frases_para_ser_feliz.jpg

 É bom sair por aí e distribuir sorrisos e palavras simpáticas a quem connosco se cruza. Dizem que ontem foi o dia do sorriso, para mim, sorrir deve fazer parte de todos os nossos dias. Dias sem sorrisos são como jardins sem flores ou dias sem sol.

 

Se a dor te atormenta, mesmo assim consegues sorrir para o teu semelhante, diminues um pouquinho a tua dor e dás tanto ao outro, porque aquilo que dás ao outro também o estás a dar a ti própria.

 

Muitas das vezes não nos apetece sorrir, algo dentro de nós está escuro e triste, ainda assim, se sorrimos  uma liberdade abre-se dentro de nós. A falta do sorrir cria dentro de nós, depressão, solidão...

 

 

Um simples sorriso tem o poder de transformar momentos, comportamentos ou estados de espírito. 

A leitura da luz

Enquanto esperava pela minha vez, ia ouvindo dstraidamente a conversa que se desenrolava com duas pessoas lá atrás, uma mulher e um homem. Dizia a mulher - hoje só vou chegar a casa lá para  a noite, ontem a esta hora já estava quase despachada daqui. É que, tenho que apanhar a camioneta para a feira onde está o meu marido, depois, petisco ali qualquer coisa e tenho que apanhar outra camioneta para ir a outro sitio levar a leitura da luz, ando a pagar luz que ainda não consumi, sabe, esta coisa das estimativas é uma treta, andamos a pagar aquilo que ainda não gastamos. 

 

Dizia então o homem - eu já há muito tempo que me habituei a dar a leitura pelo telefone, assim, pago só aquilo que gasto e não me chateio mais, dantes também me acontecia isso e nunca sabia o que gastava. É que, isto das estimativas é mesmo muito chato e termos que dar a leitura é chato também, ao fim e ao cabo estamos a fazer o trabalho deles, já pagamos todas aquelas taxas que eles nos impôem e mesmo assim, ainda temos que fazer o trabalho que lhes compete como por exemplo,  fazer e enviar a contagem da luz para eles.

contador.jpg

 

 Isto acontece com a luz mas o mesmo acontece com a água, pelo menos no meu concelho. No verão, então é deveras aborrecido principalmente para quem tem quintais, pequenas hortas ou piscinas e não tem furo, ou seja, quem tem estas coisas e precisa da água da companhia para poder usufruir delas. Se uma pessoa se distrai com as torneiras e não dá as leituras mensalmente, quando eles vem fazer a contagem que é de quatro em quatro meses, é de ficar tonto e cair para o lado com a conta que aparece. O verão está aí a chegar, nada de esquecer de enviar as leituras.

 

 

 

Palavras do Papa Francisco

Uma família que quase nunca come em conjunto ou que, à mesa, não fala mas vê a televisão ou olha para o ‘smartphone’, é uma família ‘pouco família’. Quando os filhos, à mesa, estão agarrados ao computador, ao telemóvel e não se ouvem uns aos outros, isto não é família, é uma pensão”

papa09.jpg

 

 

 Nos países ricos somos induzidos a gastar dinheiro para comer excessivamente e, depois, somo-lo de novo para remediar o excesso. Este negócio insensato desvia a nossa atenção da verdadeira fome do corpo e da alma. Quando não há convivência, há egoísmo, cada um só pensa em si, ajudado pela publicidade que a reduziu a uma linguagem de lanches e guloseimas, enquanto tantos, demasiados irmãos e irmãs, ficam fora da mesa. Isto é uma vergonha!”

Pág. 1/9