Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Abrigo das letras

Abrigo das letras

14
Jun16

Quando não reparamos nas pesssoas com prioridade

Maria Flor

Na fila da caixa para pagamento,ia ser a minha vez, quando um sujeito me pede se podia passar à frente, olhei para ele, olhei para o cesto dele e vi que estava cheio de garrafas, virei-me para ele e disse-lhe - mas eu também só tenho estas coisas poucas. Uma voz por detrás de mim diz - ele tem prioridade. Voltei a olhar para o sujeito e para o cesto e o que vejo são duas canadianas em cima do cesto pelo que não percebi que o senhor estava de canadianas. Pronto, gentilmente deixei o senhor passar à frente. Eu estava distraída.

 

Já me tem acontecido chegarem ao pé de mim e pedirem para passar à frente só porque têm pressa para qualquer coisa, esquecem-se que se calhar nós também temos pressa e estamos ali a aguardar a nossa vez. 

 

Neste caso particularmente, o senhor apenas pediu para passar à frente que eram só aquelas duas coizinhas, não reparei que estava de canadianas. Quando olhei para o cesto a primeira vez, só vi as garrafas... cedo de muito boa vontade a vez (note-se que não faço mais do que o meu dever como cidadã) às pessoas que têm prioridade mesmo que essa prioridade não se veja, o que não tolero mesmo, são os engraçadinhos/as armados em espertos.

 

Isto da prioridade nas filas tem muito que se lhe diga, há muito boa gente que se aproveita de certas ou falsas  "limitações" para não ter que perder tempo em filas. Por outro lado, também há aquelas pessoas que deveriam mesmo passar à frente (mesmo não se enquadrando dentro do grupo das pessoas com prioridade) e pacientemente aguardam que chegue a sua vez, às vezes sabe Deus com que custo mas os outros não sabem, porque, tenho a certeza que se soubessem de muito boa vontade cediam a vez!

ceder.jpg

 

 

 

 

 

1 comentário

Comentar post