Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Abrigo das letras

Abrigo das letras

05
Jan17

Nervos à flor da pele

Maria Flor

Sentia-se inquieta, ouvia-se a si própria a dar respostas que não queria dar, mas elas saíam assim instantãneas, quase sem controle, sem filtro..... Que se passa contigo? interroga-se e fica nervosa, anseia ficar sozinha e retira-se na esperança de alcalmar e voltar a ter o controle total nas suas emoções.

O seu estado de espírito está quase de vidro, um vidro fino, talvez de cristal, qualquer coisa menos cautelosa o poderá estalar, quebrar até... retira-se... tem de refletir. Os seus nervos estão à flor da pele e não percebe porquê!

Ele observa-a, calado, não ousa sequer falar com receio de que apenas uma palavra seja uma pedra atirada ao vidro, por isso, apenas a observa com olhos meigos e suplicantes - por favor acalma-te!

Ela reflete e pensa que sabe porque está assim mas é dificil controlar o tremor que sente por dentro, tem  até medo de falar, medo do que os seus lábios possam dizer e por isso pede licença e retira-se!

26abr2014---durante-retiro-espiritual-no-estado-no

 

 

1 comentário

Comentar post