Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Abrigo das letras

Abrigo das letras

20
Ago15

Tal como o sol

Maria Flor

mar e sol 006.JPG

 

Embalada pelo murmúrio das ondas, 

acariciada pelo sol,

bafejada pela aragem leve,

embrenhada em pensamentos

tão longínquos como o horizonte,

levados pelo vento, e trazidos à memoria,

pelo o vasto azul;

uma embarcação, tanto mar e os golfinhos;

as ondas...

lembranças de uma vida, vivida com amor

lembranças, apenas lembranças,

lembranças que o tempo não desfaz,

são lindas demais para se desvanecerem,

tal como o sol aquece o seu corpo,

as lembranças aquecem o seu coração!

 

 

16
Ago15

Assunção de Nossa Senhora

Maria Flor

A 15 de Agosto, "solenemente, celebramos o fato ocorrido na vida de Maria de Nazaré, proclamado comodogma de fé, ou seja, uma verdade doutrinal, pois tem tudo a ver com o mistério da nossa salvação. Assim definiu pelo Papa Pio XII em 1950 através da Constituição ApostólicaMunificentissimus Deus: “A Imaculada Mãe de Deus, a sempre Virgem Maria, terminado o curso da vida terrestre foi assunta em corpo e alma à glória celestial.”

Antes, esta celebração, tanto para a Igreja do Oriente como para o Ocidente, chamava-se “Dormição”, porque foi sonho de amor. Até que se chegou ao de “Assunção de Nossa Senhora ao Céu”, isto significa que o Senhor reconheceu e recompensou com antecipada glorificação todos os méritos da Mãe, principalmente alcançados em meio às aceitações e oferecimentos das dores.

12993303_8e1W0.jpeg

 

Maria contava com 50 anos quando Jesus subiu ao Céu. Tinha sofrido muito: as dúvidas do seu esposo, o abandono e pobreza de Belém, o desterro do Egito, a perda prematura do Filho, a separação no princípio do ministério público de Jesus, o ódio e perseguição das autoridades, a Paixão, o Calvário, a morte do Filho e, embora tanto sofrimento, São Bernardo e São Francisco de Sales é quem nos aponta o amor pelo Filho que havia partido como motivo de sua morte.

É probabilíssima, e hoje bastante comum, a crença de a Santíssima Virgem ter morrido antes que se realizasse a dispersão dos Apóstolos e a perseguição de Herodes Agripa, no ano 42 ou 44. Teria então uns 60 anos de idade. A tradição antiga, tanto escrita como arqueológica, localiza a sua morte no Monte Sião, na mesma casa em que seu Filho celebrara os mistérios da Eucaristia e, em seguida, tinha descido o Espírito Santo sobre os Apóstolos.

Esta a fé universal na Igreja desde tempos remotíssimos. A Virgem Maria ressuscitou, como Jesus, pois sua alma imortal uniu-se ao corpo antes da corrupção tocar naquela carne virginal, que nunca tinha experimentado o pecado. Ressuscitou, mas não ficou na terra e sim imediatamente foi levantada ou tomada pelos anjos e colocada no palácio real da glória. Não subiu ao Céu, como fez Jesus, com a sua própria virtude e poder, mas foi erguida por graça e privilégio, que Deus lhe concedeu como a Virgem antes do parto, no parto e depois do parto, como a Mãe de Deus.

Nossa Senhora da Assunção, rogai por nós!"

http://santo.cancaonova.com/santo/assuncao-de-nossa-senhora-mae-de-deus/

15
Ago15

Sandálias e compras

Maria Flor

Aquela saparia é a sua preferida, quando passa em frente da montra, são raras as vezes que resiste sem entrar, sapatos e malas são quase um vício, a montra é atrativa, os sapatos e sandálias também, não resiste desta vez e entra, procura nos expositores as sandálias de que gosta e que lhe proporcienem conforto ao andar, experimenta alguns exemplares, umas sandálias de tirinhas e brilhantes, razinhas, extremamente confortáveis, outras de tiras mais largas de duas cores com cunha, igualmente muito confortáveis, fica indecisa, qual das duas leva. Ainda experimenta outras, adora experimentar sapatos ver como ficam no pé, ela tem um pé bem feito, qualquer coisa lhe fica bem, mas não é qualquer coisa que lhe proporciona conforto, tem que ter cuidado com o que compra, gosta de calçado bom, nunca compra nada para calçar nos chineses, duvida da qualidade dos produtos. Decide-se pelas primeiras que experimentou, compra os dois exemplares, não é que necessite delas, mas gosta de comprar e de ter para ir variando de acordo com o que veste ou com a ocasião. Vai pensando no que tem em casa para calçar e que já não use há algum tempo, decide que tem que ir verificar o que tem guardado e ainda não tirou das caixas. No dia seguinte ao fazê-lo fica espantada porque tem lá umas sandálias do mesmo modelo, apenas de cor diferente iguais às que acabou de comprar, "és mesmo maluca, até já compras duas vezes a mesma coisa". Agora tem que ir trocar por outras diferentes, o que vale é que a loja é perto de casa e assim não tem que fazer quilómetros para efetuar a troca.

Atualmente ela só usa calçado raso ou de cunha pequena, O calçado compensado e de saltos já não lhe confere qualquer conforto, pelo contrário, cansa-lhe as pernas, as costas e dá-lhe instabilidade no caminhar!