Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Abrigo das letras

Abrigo das letras

31
Mar15

Saudade e sonho

Maria Flor

Eras pouco mais que uma miúda, eras uma jovem mulher com muitos sonhos e projetos de vida para o futuro. Eras uma jovem mulher que ao lado do teu príncepe encantado sonhavas construir uma casa e uma familia e viverem juntos até serem velhinhos. Sonhavas junto com ele, ensinar coisas novas, brincar, passear e buscar à escola os filhos, depois os netos, sonhavas fazerem viajens juntos, passear de mão dada, olhar o pôr do sol, sonhavas tantas coisas simples mas que para ti eram castelos dourados, quando eras uma jovem mulher! Um dia recebeste aquela notícia que te apunhalou pelas costas e o teu projeto de vida e os teus sonhos ruíram como um castelo de cartas Hoje és uma mulher que amadureceu, que vê sozinha o pôr do sol e que aprendeu a viver apenas com um sonho, fazendo desse sonho a sua prioridade suprema, abdicando de muitas coisas para o concretizar. És uma mulher madura, tornaste o teu sonho realidade e és feliz á tua maneira.  Um sonho com o qual vives todos os dias e que deu sentido, luz e alegria à tua vida!

30
Mar15

Lixo

Maria Flor

Em poucos minutos produzimos lixo que nem damos conta; que vais almoçar? fazes esta pergunta a ti própria, não pensas muito, vais à despensa e tiras uma latinha de cogumelos, uma latinha de milho e uma latinha de atum, alguma imaginação e um pouco de grelos de nabo que sobraram do dia anterior e temos almoço. Começas a olhar para a bancada e pensas; fogo! 3 latas só para o almoço de uma pessoa, agora se juntares o lixo que vais produzir ao longo de todo o dia, se calhar até te vais espantar. Li há um tempo atrás um post de alguém que se propunha a viver sem produzir lixo, nos dias que correm como é possivel viver sem produzir lixo, se ao mais pequeno gesto já o estamos a produzir. Sem produzir lixo é (quase impossivel viver) mas que se pode reduzir muito, lá isso pode-se; um pouco de inteligência, imaginação, reutilização e responsabilidade ajudam muito!

DSC05090.JPG

 

29
Mar15

Conversas

Maria Flor

Muitas vezes ouvimos as conversas dos outros quando nos encontramos nos transportes públicos, nas filas de atendimento em supermercados ou outras lojas, em seviços públicos como hospitais, repartições de finanças ou conservatórias. Foi numa destas filas de espera que ia ouvindo a conversa entre uma avó e uma menina com menos de cinco anos, ambas olhavam através da grande vidraça e observavam o que se passava no exterior do edificio, começaram por observar o passarinho de rabo comprido e de cor preto e branco (às riscas) que, feliz saltitava na rua, o qual a menina dizia que se parecia com uma zebra. A seguir foi o cão, enorme, de pelo grande, caído e sem brilho, o que fazia crer que se tratava de um animal já com muitos anos, a avó explicava à menina que o cão já devia ser muito idoso. A curiosidade da menina leva-a a perguntar o que é idoso? - Idoso significa ter muitos anos, responde a avó. A menina lembrando-se de alguém que lhe terá dito que as pessoas com muitos anos são velhinhas e tem cabelos brancos, diz - a avó A já é idosa. A avó A não era uma pessoa idosa mas tinha o cabelo todo branco. A avó A não pinta o cabelo. E a conversa entre avó e neta continuava, agora já com outras questões, até que chegou a vez de serem atendidas, a menina começou a conversar com a pessoa que as ia atender.... muito conversadora esta menina e muito curiosa também... fui apreciando a sua curiosidade e a sua capaciade de aprender, pois queria saber o porquê de tudo...

28
Mar15

Desculpas

Maria Flor

Chega! Não vai esperar mais, há horas que está à espera de alguém que prometeu mas que tarda demais, já a prever algum atrazo muniu-se de alguns objetos que a ajudassem a ocupar o tempo de espera, assim tinha levado revistas, computador e um livrinho de palavras cruzadas. O tempo passou e já farta de esperar pega em tudo, coloca dentro da mala o que era de  colocar, pega nas chaves fecha a porta e "daqui para fora". Logo que chega à porta decidida a sair, eis que chega quem a tinha feito esperar tanto tempo, munido de mil e uma desculpas, porque tinha passado por aqui e por ali para comprar isto e aquilo, enfim, não deu pelo tempo passar. Como é comum dizer-se "as desculpas não se pedem, evitam-se". Há quem simplesmente seja tão orgulhoso e arrogante que nem desculpas pede e há os que pedem desculpas por tudo e por nada...

 "A vida é cheia de mal-entendidos, não dá para evitá-los. O importante é não deixar que eles cresçam para que tenhamos um sono tranquilo. Na maioria das vezes, as pessoas que nos magoaram não fizeram isso por maldade, mas simplesmente por descuido"

28
Mar15

A hora vai mudar

Maria Flor

Então a hora atraza ou adianta? outra vez a confusão na cabeça das pessoas com a mudança, parece que as mesmas nunca sabem quando atraza ou quando adianta! a cada seis meses a mesma questão. Pois bem, desta vez a hora adianta, dormimos menos uma horinha como se costuma dizer, os dias vão ficar maiores, podemos fazer mais coisas.... mas isto é tudo uma ilusão, porque o dia continua a ter 24 horas. Agora, aquele relógio que tem estado sempre com uma hora atrasada, passa a estar na hora certa...

24
Mar15

Mais um avião

Maria Flor

As noticias são más, mais um avião que caíu, 150 pessoas perdem a vida... o avião é um transporte rápido e seguro mas não infalível ... sempre que viajo de avião apodera-se de mim uma ansiedade desconfortável, uma ansiedade que só termina quando regresso a casa. Se me perguntarem se gosto de viajar de avião, direi - não, não gosto de viajar de avião, mas gosto de visitar outros países e para isso, viajo de avião mesmo sem gostar... o perigo está onde estiver a pessoa! até na tua casa....

24
Mar15

Imaginei um mundo...

Maria Flor

Imaginei um mundo onde não houvesse mentira, falsidade, ganância, fome, corrupção, crime.... imaginei um mundo onde os homens e mulheres se ajudassem, se amassem.... imaginei um mundo onde cada um tivesse direito a uma casa, comida, agasalho... imaginei um mundo onde as crianças tivessem tempo para brincar na rua sem ter um monte de atividades extra para cumprir... imaginei um mundo onde cada um pode fazer alguma coisa para o melhorar... será utopia?

22
Mar15

Reaproveitar água

Maria Flor

Sendo a água um dos recursos sem a qual não haveria vida no planeta, ocorre-me deixar o registo,neste dia internacional da água,  de duas das práticas que utilizo para desperdiçar menos água. Normalmente utilizo a água de lavar legumes para regar as plantas dos vasos e canteiros e também aproveito a água fria que sai do chuveiro, antes da quente, para lavagens ou para a sanita. Numa época em que este recurso corre sérios riscos, nunca é demais lembrar que se cada um fizer a sua parte, poderão se evitar muitos desperdícios!

21
Mar15

Poesia, deixa o mundo girar

Maria Flor

Não é preciso dizer mais nada, este poema que escolhi para comemorar o dia mundial da poesia diz tudo...

 

Quantas vezes vais olhar para trás

Estás preso a um passado que pesou

Quantas vezes vais ser tu capaz

Fazer sair quem por engano entrou

 

Abre a tua porta, não tenhas medo

Tens um mundo inteiro à espera para entrar

De sorriso no rosto talvez o segredo

Alguém que te quer falar

 

Olha em frente e diz-me aquilo que vês

Reflexos de quem conheces bem

Ouve essa voz é a tua voz

Dá-lhe atenção e a razão que tem

 

Abre a tua porta, não tenhas medo

Tens um mundo inteiro à espera para entrar

De sorriso no rosto talvez o segredo

Alguém que te quer falar

 

Deixa o mundo girar para o lado que quer

Não o podes parar nem tens nada a perder

Estás de passagem

Não o leves a mal se te manda avançar

Talvez seja um sinal que não podes parar

Estás de passagem

 

Vai aonde queres

Sê quem tu quiseres

Estende a tua mão

A quem vier por bem

 

Abre a tua porta, não tenhas medo

Tens um mundo inteiro à espera para entrar

De sorriso no rosto talvez o segredo

Alguém que te quer falar

 

Deixa o mundo girar para o lado que quer

Não o podes parar nem tens nada a perder

Estás de passagem

Não o leves a mal se te manda avançar

Talvez seja um sinal que não podes parar

Estás de passagem

 

Deixa o mundo girar para o lado que quer

Não o podes parar nem tens nada a perder

Estás de passagem

Não o leves a mal se te manda avançar

Talvez seja um sinal que não o podes parar

Estás de passagem, só de passagem, estou de passagem

Para outro lugar

 

Pólo Norte

 

Pág. 1/3